PODCAST

Henriqueta Lisboa

 

Henriqueta Lisboa nasceu em Lambari, no sul de Minas Gerais, em 15 de julho de 1901, filha do farmacêutico e deputado federal João de Almeida Lisboa e de Maria Rita Vilhena Lisboa. Formou-se normalista pelo Colégio Sion de Campanha, MG, e, em 1924, mudou-se para o Rio de Janeiro. Dedicou-se à poesia desde muito jovem. Com Enternecimento, publicado em 1929, de forte caráter simbolista, recebeu o Prêmio Olavo Bilac de Poesia da Academia Brasileira de Letras. Aderiu ao Modernismo por volta de 1945, fortemente influenciada pela amizade com Mário de Andrade, com quem trocou rica correspondência entre os anos de 1940 e 1945. Sua produção inclui, além da poesia, inúmeras traduções, ensaios e antologias. Foi a primeira mulher eleita para a Academia Mineira de Letras em 1963. Em 1984, recebeu o Prêmio Machado de Assis da Academia Brasileira de Letras pelo conjunto de sua obra. Foi professora de Literatura Hispano-Americana e Literatura Brasileira na Pontifícia Universidade Católica (Puc Minas) e na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Poeta sensível, dedicou sua vida à poesia. Considerada um dos grandes nomes da lírica modernista pela crítica especializada, Henriqueta manteve-se sempre atuante no diálogo com os escritores e intelectuais de sua geração e angariou muitos leitores ilustres durante sua vida, dentre eles Mário de Andrade, Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira, Cecília Meireles e Gabriela Mistral. Sobre sua poesia, Drummond nos deixou o seguinte testemunho: \”Não haverá, em nosso acervo poético, instantes mais altos do que os atingidos por este tímido e esquivo poeta.\” Henriqueta faleceu em Belo Horizonte, no dia 9 de outubro de 1985.

 

Biografia e 20 poemas completos

Clique nas abas abaixo e ouça os poemas separadamente:

A LUA
A LUA
AS COLEÇÕES
AS COLEÇÕES
A CAIXINHA DE MÚSICA
A CAIXINHA DE MÚSICA
A FACE LÍVIDA
A FACE LÍVIDA
A RESTAURADORA
A RESTAURADORA
SOFRIMENTO
SOFRIMENTO
VEM, DOCE MORTE
VEM, DOCE MORTE
ALÉM DA IMAGEM
ALÉM DA IMAGEM
AZUL PROFUNDO
AZUL PROFUNDO
CIGARRA
CIGARRA
DESGASTE
DESGASTE
ESTRELITZIA
ESTRELITZIA
FLOR
FLOR
PARÁBOLA
PLUMA
PRISIONEIRA DA NOITE
SERENA
TRAZ FLOR
OH, NATUREZA
OH, NATUREZA PARÁBOLA PLUMA PRISIONEIRA DA NOITE SERENA SERENA