NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Exmo. Des. Wagner Wilson Ferreira, 2º Vice Presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Superintendente da Escola Judicial Edésio Fernandes, VEM A PÚBLICO esclarecer que a exoneração, a pedido, do Desembargador Marcelo Guimarães Rodrigues, do cargo de Presidente da Comissão do Concurso Público de Provas e Títulos, para a Outorga de Delegações de Notas e de Registro do Estado de Minas Gerais – Editais nº 01/2014 e 1/2015, não trará prejuízos ao referido certame. O referido pedido foi motivado pela manifestação deste Superintendente que, em parecer, discordou da planilha apresentada com os valores devidos aos integrantes da comissão examinadora, relativos à fase da prova oral.

Registre-se, por oportuno, que na sessão do Órgão Especial do dia 04 de outubro de 2016, quando foi nomeado, em substituição para a presidência do concurso, o Desembargador Manoel dos Reis Morais, este Superintendente expôs as razões contidas no parecer aos integrantes daquele órgão, conforme registrado em notas taquigráficas.

O novo Presidente da Comissão divulgará a data para realização da Sessão de Proclamação e Divulgação da Classificação Final dos Candidatos, o que ocorrerá com a maior brevidade possível, não acarretando qualquer prejuízo para o andamento do concurso.

Informo que a Escola Judicial, sob a condução deste desembargador, está absolutamente comprometida com a continuidade e célere conclusão do certame, da forma mais ética e justa possível, obedecidos os critérios de impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, buscando sempre o interesse público.

Belo Horizonte, 20 de outubro de 2016.

Desembargador Wagner Wilson Ferreira
2º Vice Presidente – Superintendente da Escola Judicial Edésio Fernandes